fatores de risco para varizes

Os principais fatores risco para varizes

As varizes são veias dilatadas e deformadas. De aspecto tortuoso e coloração azulada ou avermelhada, elas costumam se ramificar ao longo das pernas, coxas e pés. Para complicar, são diversos os fatores de risco para as varizes incomodarem.

Apesar de aparecerem sob a camada superficial cutânea,  elas tornam-se visíveis e geram bastante desconforto estético. Além disso, elas podem vir acompanhadas de sintomas incômodos, como inchaço, ardência, sensação de peso nos membros inferiores, dor, coceira e disfunções circulatórias. 

Cerca de 30% da população mundial apresentam varizes, sendo que a maior prevalência é sobre o sexo feminino, embora o problema afete pessoas de ambos os sexos. Só para se ter ideia, estima-se que 70% das ocorrências se concentram em mulheres.

Varizes podem ser de pequeno, médio ou grande calibre. O tamanho depende diretamente do estágio em que as veias tortuosas se encontram. As causas dessa condição são variadas e os principais fatores de risco você confere a seguir. Venha comigo!

Fatores de risco para varizes

Predisposição genética

O histórico familiar de varizes eleva o risco de desenvolvimento desse problema. Quem tem casos de varizes na família, em diferentes gerações, deve redobrar a atenção e adotar cuidados preventivos de maneira precoce. Caso a pessoa já tenha um quadro de disfunção circulatória, tal condição deve ser adequadamente controlada, a fim de evitar complicações.

Gênero

Como foi mencionado lá no início, as mulheres apresentam mais chances de ter varizes, especialmente por questões hormonais. Hormônios femininos, como o estrogênio e o progesterona, reduzem a resistência das paredes venosas e danificam o funcionamento de válvulas importantes. Grávidas, mulheres na menopausa, usuárias de pílulas anticoncepcionais ou que fazem reposição hormonal são ainda mais suscetíveis às varizes.

Idade

As varizes podem atingir indivíduos em diferentes faixas-etárias, entretanto é mais comum que o problema ocorra em idosos. Pessoas na 3ª idade têm risco aumentado para o desenvolvimento de varizes, isso porque o próprio  envelhecimento diminui a resistência das veias, o que torna o sistema circulatório menos eficaz, promovendo, assim, a deformação das veias.

Permanência prolongada na mesma posição

Movimentar pouco as pernas, passar horas na mesma posição, seja sentado seja em pé, é um sério fator de risco para o surgimento de varizes. Pessoas que fazem viagens longas ou que trabalham nas condições mencionadas anteriormente devem adotar cuidados como a realização de breves exercícios de alongamento, relaxamento e contração da musculatura, além da incorporação de atividades como caminhada e corrida na rotina.

Obesidade e sedentarismo

O excesso de peso sobrecarrega o sistema circulatório e favorece o acúmulo de sangue, o que pode causar problemas como varizes e trombose. Além de dieta balanceada, uma medida importante para manter o peso saudável é a atividade física. Quem deseja diminuir as chances de ter varizes deve combater o sedentarismo, afinal, pessoas sedentárias podem ter problemas no retorno do sangue para o coração, em razão do enfraquecimento das paredes venosas.

Tabagismo

Não é novidade que o cigarro é composto por diversas substâncias nocivas para o organismo. Tais substâncias, incluindo a nicotina, alteram a consistência do sangue, prejudicam fortemente a circulação sanguínea e promovem o acúmulo indevido de sangue nas veias.

Quer saber mais sobre os fatores de risco para varizes? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgiã vascular no Vila da Serra!

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe